quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Fechamento Novembro/2018 - R$20,172.01 (-R$1,043.66 ou -4.92%)

Fala poupadores.

Final de ano chegando e a correria do dia a dia a mil como sempre. Fazendo o post as 2 da manhã porque é praticamente o tempo que sobra pra fazer as coisas. Segue o fechamento do mês passado.

Criptomoedas:


Outras categorias e total:



Categoria criptomoedas se mostrando uma grande porcaria esse como investimento nesse ano caiu 40% mês só mês passado apesar de todas as quedas durante o ano. Porém, evolução boa durante a ano em termos de acumulação. Vamos ver 2019 agora.

Kickintheballs Monday GIF - Kickintheballs Monday GIFs
Como eu me sinto vendo meu suado dinheiro derreter todo mês com criptomoedas

Mês com queda de patrimônio por gastar bastante com passagens aéreas para as férias. Próximo fechamento também será uma bagunça financeiramente por causa dos gastos da viagem e décimo terceiro e férias.

Mas prometo pra mim mesmo que ainda vou ter uma planilha balanceada com o aporte mensal do mês e gastos, afinal, isso aqui é um blog de finanças e não é putaria. Vou analisar se compensa começar a usar a planilha do Além da Poupança ou do Ele não surfa nada.

Nesse mês tive uma queda de  R$1043.66 no portfólio, o que corresponde a uma queda de 4.92%.

Espero no próximo post fazer um fechamento detalhado do ano com gráficos bonitinhos para fazer um review de 2018 e comentários sobre objetivos para 2019.

Agora vou curtir minhas merecidas férias.

Até a proxima.


sábado, 10 de novembro de 2018

Fechamento Outubro/2018 - R$21.215,67 (- R$1556,00 ou -6.83% )

Mais uma postagem de fechamento aos 45 do segundo tempo pra poder manter esse humilde blog no ranking do Jovem Frugal. Vamos ao que interessa.

Os valores até o início de 10/11 ficaram assim com o valor do dólar cotado a 3.73:

Criptomoedas:



 Outras categorias e total:






Depois de passar vários meses praticamente sem gastar, toquei o foda-se esse mês e gastei 500 reais em roupas e tênis (nem comprei muita coisa, pqp como é caro roupa do Brasil), e depois de séculos sem ir no dentista acabei tendo que gastar 400 reais pra remover 4 cáries e fazer uma limpeza.

Tambei acabei gastando por volta de 2k reais em uma viagem que quero fazer nas férias (o que é só uma parte do valor total) o que também contribuiu pra essa queda no valor.

Praticamente não to acompanhando os valores das cryptos. Parece que elas se estabilizaram um pouco nessa faixa de preço, e vou deixar aí por enquanto, vai que elas sobem de novo. Também não vou colocar mais dinheiro nessa categoria por enquanto, então o que sobra continua no automático indo pra poupança.

Nesse mês tive uma queda de  R$1556,00 no portfólio, o que corresponde a uma queda de 6.83%.

Estudos e Vida Profissional:  Enquanto até o fim de setembro eu estava em marcha lenta pelo fato da intensidade que trabalhei por mais de 1 ano quase sem parar, esse último mês aproveitei os períodos de ócio e comecei a procurar meio que despretenciosamente por algumas outras vagas de emprego na minha área. Acabei encontrando vagas em outros lugares que pagam bem melhor em outras cidades, e até outros países, e vi que é possível ganhar mais bem fazendo o que eu faço.

Até o momento fiz 2 entrevistas (as 2 pra um país da Europa, onde em uma delas já recebi a resposta que não passei), estou no meio do processo seletivo de 1 empresa do Brasil, e tenho mais 1 entrevista marcada semana que vem pra trabalhar na Europa.

Se tudo der certo, espero no máximo até meados de Fevereiro já estar em outro lugar, e juntando dinheiro em euros. Também consegui pegar 15 dias de férias em Dezembro e já comprei algumas passagens pra ir pro exterior e ficar na casa família/amigos. O rombo no patrimônio vai ser grande, mas não quero deixar de viver só pra juntar dinheiro também. Fiz isso na metade desse ano e acabei entrando em uma depressão fudida que quase não consegui sair.

Social: Nos últimos 2 meses provavelmente acabei saindo mais do que nos últimos 2 anos juntos. Fui pra show de rock, barzinho, toquei violão/guitarra com uma galera, tomei cerveja com gente do trabalho, consegui combinar de sair com amigos de escola/faculdade e tá sendo massa essa fase. Fiquei muito tempo isolado numa bolha pensando só em trabalho/estudos e dinheiro, e acabei esquecendo de aproveitar a vida.

A realidade é que a gente só vai ficando mais velho, e não tem como mudar isso. Acabei não saindo muito e curtindo a fase dos 16 até os 23 anos, basicamente porque tinha pouca grana e só me preocupava com estudos/trabalho e me arrependo um pouco. A grana que economizei por não ter saído nessa idade hoje é pouco comparado com o que ganho (e olha que nem ganho tão bem), e não sei se o resultado valeu muito a pena. Consegui aprender inglês gastando os finais de semana assistindo séries, filmes e visitando sites gringos, mas acho que poderia ter balanceado as coisas muito melhor. 

Felizmente as coisas tão melhorando, e to correndo atrás do tempo perdido.

Abraço.

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Fechamento Setembro/2018 - R$22.771,68 (+ R$ 2445,21 ou 12.03% )

Olá, poupadores. Atualizando essa pocilga depois de 5 meses pra não perder uma possível vaga no ranking de finanças.

Um resumo desses últimos 5 meses desse blog as moscas: queda nas cryptos.

Não tive experiência suficiente pra retirar o que investi no inicio do ano enquanto as cryptos eram uma grande parte do meu patrimônio na alta, e agora to amargando prejuízo como a maiores dos investidores dessa categoria no ano.

Fazendo as contas acho que investi por volta de 10k e atualmente está beirando os 6k. Poderia estar pior. Mas também poderia estar muito melhor caso eu não tivesse inventado moda e deixado a maioria em BTC, como eu tinha planejado inicialmente.

Meu patrimonio tá praticamente o ano inteiro estagnado na casa dos 20k. É por volta de 2k de aporte, e 2k de quedas na crypto nos últimos 4 meses. Finalmente nesse mês a queda parou e o aporte realmente fez um efeito.

Hora de comprar? Provável, porém não sei se quero investir ainda mais nessa categoria extremamente volátil. Ainda mais depois das quedas brutais desse ano.

Venho levando tudo relacionado as finanças praticamente no automático desde o começo do ano (jogar o que sobra no poupança é aporte?), mas não quero mexer em nada por enquanto estiver sem foco.

Os valores até o início de 09/10 ficaram assim com o valor do dólar cotado a 3.78:

Criptomoedas:



Outras categorias e total:


E é isso.

A vida profissional vai indo. Tem horas que vai tudo muito bem, e tem horas que é o caos é tão grande que dá vontade de abandonar tudo. 

Dei uma diminuída no ritmo depois que recebi um aumento (faz 4 meses que to recebendo a mais e meu patrimônio continua o mesmo, por causa do estrago das cryptos) porque descobri que não sou de ferro, e que não vou ser demitido (espero) e nem a empresa vai acabar caso eu deixe pra fazer uma tarefa no outro dia (o que eu realmente acreditava quando comecei a trabalhar...).

Metas e planejamento do ano praticamente abandonados. Foram 5 meses onde parece que eu não fiz nada, e entrei numa onda de ócio tremenda, mas aos poucos as coisas vão se arrumando.

Bateu uma vontade de comprar um carro de uns 18k mês passado, mas fazendo as contas era uma coisa que não faria o menor sentido, então vou levando as coisas como estão atualmente, vivendo como um pobretão sem carro. Vamos ver até quando eu aguento. 

Um abraço.

 

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Só você é resposável pelo seu futuro

Resultado de imagem para future images

Após muito tempo parado no mundo dos blogs, estamos de volta a ativa!

Aviso: Esse post não é relacionado ao tema de finanças, se você só interessa nesse assunto não perca seu tempo.

Não tive um motivo específico para parar de postar. Além da falta de tempo no ínicio por causa da correria do dia a dia, o objetivo inicial era se desligar um pouco do mundo dos blogs de finanças e "aproveitar mais a vida".

O que isso levou? Sinceramente não sei. Nesse segundo semestre acabei dando uma diminuida drástica em dois hábitos que eu via fazendo por anos: Acompanhar os blogs de finanças da internet e assistir vídeos no Twitch, duas atividades completamente passivas. Mas onde eu provavelmente gastei centenas de horas nos últimos anos.

A principal desculpa para tentar acabar com esses dois hábitos era de aproveitar mais a vida lá fora, porém, o efeito contrário aconteceu. Ao cortar dois "hobbies" acabei me sentindo perdido, e sem saber o que fazer com o meu tempo livre. É um pouco bizarro de falar, mas na minha cabeça todo o tempo que eu não estava estudando ou trabalhando era vagabundagem, e não sei se cortar esses dois hábitos foram necesariamente bons.

O resultado disso foi uma espécie de "crise de identidade", com uma provável depressão por trás que eu senti nesses últimos meses. Ao cortar dois hábitos que me distraiam no meu tempo livre acabei com a cabeça mais ocupada com preocupações do trabalho e outras coisas, e sem essa válvula de escape acabei entrando em um ciclo de se sentir mal todo dia sem fazer nada durante a noite e sem a menor vontade de levantar da cama (e certas vezes não levantando em dias de trabalho... o que ainda me faz sentir vergonha).

Acabei em uma fase onde eu até queria pedir demissão do trabalho por não me sentir competente pra desempenhar as tarefas e ter uma "folga" das tarefas do dia a dia, mudar de carreira, fazer outra faculdade, estudar pra concursos... fazer algo diferente. Felizmente eu tenho a característica de pensar bastante antes de tomar qualquer decisão (o que pode também ser um defeito as vezes), e acabei não tomando nenhuma decisão drástica, e continuo ao menos empregado, apesar de ter manchado um pouco a  relação com meu chefe e minha reputação (hoje me sinto *melhor* e tenho certeza que seria uma cagada imensa).

Resultado de imagem para perdido trabalho
Minha reação quando penso nas cagadas que já fiz ou no que deixei de fazer


A verdade é que eu sou um "jovem adulto", e acho que como a maioria nessa fase, não faço muita ideia do que to fazendo. A minha visão até o momento é que se tornar adulto é uma grande merda, você se torna responsável pelo seu nariz, tem que lidar com pessoas e assuntos que você não queria lidar e isso segue dia após dia.

A minha sensação é de que perdi os últimos 3 anos "enrolando" em estágios e outras distrações pra fugir da vida adulta, e agora sinto que não aproveitei praticamente nada desses últimos anos e perdi parte da juventude e com a sensação (certeza?) de que não fiz muita coisa.


Eu sempre fico com a sensação de "daqui 1 ano vou aproveitar mais a vida", ou "quando eu fizer isso eu vou me sentir melhor e minha vida vai ser melhor", mas esse dia nunca chega. E com isso o tempo vai passando, e eu vou envelhecendo sem nada pra mostrar.

O que me trás ao título desse post:

Só você é responsável pelo seu futuro.

Eu posso me fazer de coitado aqui por horas e horas pelos erros do passado, mas isso vai mudar  alguma coisa? Também posso ficar imaginando o futuro, pensando em como daqui 2 anos estará tudo bem, de quando eu começar a fazer x vou ser mais feliz, mas qual é o motivo de esperar?

A busca pela indenpendência financeira trás bastante esse pensamento. Não é raro eu me pegar imaginando "putz, quando eu tiver 200 mil reais na conta rendendo 10% ao ano vai estar tudo bem" ou "quando eu me mudar pra tal lugar tudo vai se arrumar", e com isso o tempo vai passando, e a sensação é de que não fiz nada e o tempo apenas passou.

Até consigo manter esse ritmo de "trabalho e finanças e poupar 100% do tempo" na cabeça, mas tenho certeza de que isso não vai me fazer feliz. Assim como também tenho certeza de que não estarei feliz se eu comecar a viver gastando tudo que eu ganho tendo apenas experiências e nada guardado pra mostrar daqui 5 anos.

Balanço? É fácil falar, o dificil é conseguir balancear trabalho, folga, diversão, hobbies, família, amigos, relacionamentos, etc. Pelo menos pra mim é.

Não sei muito o que vou fazer, mas uma coisa é certa: é melhor não saber o que fazer com dinheiro guardado do que sem.

Então provavelmente vou continuar juntando dinheiro mensalmente (assim espero) com o objetivo de me aposentar daqui uns 10/15/20 anos. Mas isso aí já é outra história... Não digo uma aposentadoria de fato, mas ter a liberdade de poder trabalhar sem se importar tanto com o dinheiro. Agora pra chegar  nesse objetivo em 10/15 anos é necessário trabalhar e juntar bastante... O desafio é continuar aproveitando a vida nessa fase, coisa que certamente eu não estou fazendo agora.

Já escrevi bastante por hoje. O próximo post provavelmente vai seguir a linha dos posts antigos (finanças + criptomoedas) pra dar uma passada geral no que aconteceu nesses últimos meses. Acabo  pensando praticamente todo dia em como deveria ter tirado dinheiro das criptos no auge depois da queda imensa dos últimos meses, mas agora a merda já tá feita.

Até a próxima.