domingo, 13 de janeiro de 2019

Metas 2019 e status das metas de 2018

Metas que eu fiz nesse post em  2018:

Meta 1: Continuar indo na academia regularmente para manter a saúde em dia melhorar a forma física.

Status: Não cumprida. 

Acabei abandonando a academia em fevereiro porque estava praticamente morando no trabalho e não consegui manter a regularidade.

A partir de Novembro acabei baixando alguns aplicativos de exercícios que contém uma "rotina" de exercícios que ocupa 10/15 minutos. Não tenho que revezar equipamento, não tenho que limpar nada e não tenho que perder 1 hora e meia por dia, me satisfaz por enquanto. 


Tipo esses. O resultado é praticamente o mesmo da academia e é muito mais fácil pra colocar na rotina.

Meta 2: Aportar regularmente, buscando chegar no mínimo aos R$ 15000 de aportes no final do ano

Status: Cumprido.
Pra falar a verdade nem sei o quanto "aportei" esse ano. Aportei está entre aspas porque esse ano joguei praticamente tudo pra poupança no automático, fiz literalmente o mais básico dos básicos só. Como fechei com um valor acima de 15k de acordo com a última postagem, meta cumprida.


Já consigo fazer isso se juntar umas notas de 2 reais


Meta 3: Focar nos estudos e no trabalho


Status: 80% cumprida.

Até comecei o ano nessa pegada de estudos, mas como trabalhei com muita intensidade em 2017 eu acabei me desgastando muito, e acabei até entrando em uma depressão fudida em abril (eis o porque de não ter tido atualizações por 3 meses). 

Em abril eu estava literalmente trabalhando umas 14 horas por dia, e por algumas vezes dormi no serviço pra poder terminar as tarefas. Dormi no chão mesmo, usei uma caixa de papelão e fiquei igual mendigo. Fiquei igual o personagem principal do Office Space odiando todos os dias. Não desejo isso pra ninguém.

Pra resumir a história, acabei tendo um burnout e acabei tendo umas crises de depressão e vivendo no automático por uns 3 meses. Não tinha energia pra nada, ficava bem depressivo pelos cantos e só me isolava. Por sorte tenho família e tive uma namorada que me aguentaram durante essa fase, e agora estou melhor. 

O que me ajudou a sair desses pensamentos foi literalmente começar a viver um dia de cada vez, e sair pra me divertir mais. Por enquanto vou tentando balancear as coisas. Empresa nenhuma vale minha saúde mental, só vou fazer essas loucuras novamente se for muuuito bem pago. 


Como as empresas privadas do Brasil funcionam hoje em dia.

Agora saindo por uma tangente já (e lembrando os tempos que o pobreta reclamava de seu trabalho), é incrível como o ambiente de trabalho é um lugar improdutivo e tosco. Ter que cumprir horário, fazer hora extra surpresa, ficar até as 22:00 da noite, cancelar planos, se isso não é escravidão eu não sei o que é. 

Tudo isso pra ganhar uma mixaria no final do mês e ter uma baixa qualidade de vida. Vou fazer um post só pra isso em um outro momento, mas a qualidade de vida do brasileiro é muito baixa comparada a outros países. As coisas são caras, o trabalho nāo é efetivo, falta cultura, lazer, saúde, educação. A desigualdade é gigantesca. A menos que se tenha muito dinheiro é difícil ter uma qualidade de vida boa. 

Metas para 2019


Aportar no mínimo 3.2k por mês a partir de março. - totalizando no mínimo 32k no ano.

Ação necessária: Arrumar um novo emprego - em andamento.

Buscar novas fontes de renda e oportunidades


Tenho algumas ideias que podem fazer dinheiro na internet e já vi outras pessoas fazendo e deram certo. Preciso começar a experimentar e ter paciência. O objetivo é fazer no mínimo 500 reais de rendas com projetos digitais até dezembro - totalizando no mínimo 2.5k no ano

Existem várias oportunidades por aí pra fazer dinheiro, na vida real e na internet. O problema é que estamos muito ocupados trabalhando pra aproveitar as oportunidades. 

Só pra dar um exemplo, uns dias atrás teve um leilão de carros próximo a onde eu moro com carros sendo vendidos por uns 7 ou 8k quando o preço de mercado deles era uns 15k no mínimo. Mesmo pagando taxas, com deslocamento, tempo gasto pra anunciar o veículo depois, era possível fazer no mínimo uns 2k ou 3k líquido. 

É praticamente o que um trabalhador médio ganha por mês.

Por enquanto eu vou trabalhando pra começar a bola de neve, mas a verdade é que dinheiro faz dinheiro. Quando você trabalha pra uma empresa você vende seu tempo e perde todas as outras oportunidades disponíveis naquele momento. Meu objetivo é juntar um dinheiro com o salário enquanto trabalho e otimizo outras categorias (renda extra, investimentos) e se tornar menos dependente do trabalho assalariado a cada ano. 

Mas no começo temos que trabalhar mesmo, não tem jeito. O segredo é não virar escravo do sistema e do salário aumentando o estilo de vida.

Criar uma alocação de 30% renda fixa, 30% FIIs, 30% ações e 10% criptomoedas

Meu dinheiro está muito mal investido atualmente. No começo do ano passado eu ainda tinha uma desculpa porque não tinha muito dinheiro na conta, mas agora com quase 20k na poupança estou começando a perder um dinheiro que poderia estar melhor alocado.

Quero começar bem aos poucos nessas categoria, já mandei 5k pra NuConta, que vou tentar deixar como minha  renda fixa já que rende praticamente o mesmo que o tesouro Selic.

Também quero experimentar usar algum aplicativo digital que cuide dos investimentos tipo o Warren ou Monetus (inspirado por esse post do blog Viagem Lenta) e também quero jogar um valor em FIIs. Não sei absolutamente nada sobre FIIs, mas nunca vi alguém reclamando sobre ele. Aceito dicas de recursos ou recomendações de bons conteúdos.

Também quero usar a planilha do AdP pra finalmente ter uma noção dos aportes e investimentos.

Consumir menos conteúdo e tomar mais ação

Segue na linha dos projetos digitais. Vi gente que sem muito conhecimento e estrutura conseguiu criar um negócio e fazer mais de 1 milhão apenas por ter começado, enquanto eu fico aqui analisando, vendo vídeos, criando listas, lendo conteúdos em fóruns e livros e não crio nada.

Quero botar a cara por aí e ver o resultado. Se for pra não dar certo pelo menos posso dizer que tentei.

Estudar espanhol por 5 minutos por dia

Estou usando esse aplicativo chamado Drops pra aprender espanhol pra valer. Já estou praticamente fluente no inglês e quero aprender o espanhol também já que é relativamente similar ao português e é bastante falado. Na lista ainda estão francês, alemão e italiano pra aprender mais pra frente.

Realizar o acompanhamento e balanceamento das metas a cada 3 meses

Isso é algo que não fiz no passado, mas que faz muito sentido. 1 ano é um tempo muito grande pra esperar ver os resultados, muita coisa muda, e geralmente só quem ta na pegada de "objetivos do ano novo" que faz. Se necessário vou ajustar as metas de 3 em 3 meses. 

Sair/viajar mais e curtir a vida

Se divertir é uma coisa que deixei a desejar nos últimos anos. Se nenhuma catástrofe acontecer (acidente de transito, vítima de violencia, problema de saúde, roubo de patrimônio) e maioria das coisas ocorrer como o planejado, dentro de uns 5/10 anos eu vou estar em uma situação extremamente mais confortável do que a que estou agora.

De nada adianta ficar se matando de trabalhar a toa e perder grande parte dos 20 aos 30 anos?

O que é essencial pra eu atingir meus objetivos: 

- Não se comprometer financeiramente com passivos que depreciam ou financiamentos - Ex: carro, moto, eletrônicos 
- Ter uma renda mensal que me permita um aporte de no mínimo 3k ao mês (35k por ano) 

- Otimizar a quantidade de tempo x retorno que vou gastar nos meus investimentos - Ex: prefiro gastar 2 horas por mês e investir em algo que renda 7% ao ano do que 20 horas no mês e tentar chegar a 9% ou 10% ao ano. Posso mudar isso no futuro. Mas com o pequeno patrimônio que tenho atualmente apenas não vale a pena.

De resto os juros compostos fazem a parte deles. O segredo é manter a regularidade. 

Se tudo der certo em abril eu volto pra fazer o acompanhamento. E você, já fez suas metas?


terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Fechamento Dezembro/2018 - R$21,837.05 (+ R$1,665.04 ou 8.25%)

Olá poupadores.

Segue o fechamento mensal do mês de Dezembro de 2018.


Criptomoedas:




Outras categorias e total:




A valor do dólar usado para cálculo foi 3.71.

Depois de inúmeros meses de quedas na categoria de criptomoedas finalmente um pequeno aumento. Não é praticamente nada considerável, mas só de sair da tendência de queda já é alguma coisa.

As vezes me passa pela cabeça em gastar mais uns 2k nessa categoria enquanto essa baixa continua (pode durar pra sempre ou pode voltar com tudo igual 2017), mas o risco é alto provavelmente vou deixar assim mesmo por mais um tempo enquanto invisto em outras categorias. 

Eu sinceramente acho que alguns projetos vão vingar no futuro. Esse ano de 2018 embora o preço tenha caído muito o avanço tecnológico foi bem grande, principalmente projetos usando o Ethereum e Ripple. 

Em relação as outras categorias, rendimento super baixo porque fui preguiçoso o ano de 2018 inteiro e acabei sempre jogando o dinheiro apenas na poupança, que tem que uma rentabilidade muito baixa. Um dos objetivos pro início de 2019 é criar uma alocação decente de Renda Fixa e Renda Variável e deixar rendendo. 

Melhor que deixar dinheiro parado na conta corrente, mas não rende quase nada

O salário do mês de Dezembro até foi considerável (Salário, Décimo Terceiro e Férias), mas em compensação tive muitos gastos na viagem que fiz agora em Dezembro, gastei por volta de 5k pra ficar 20 dias na terra do Tio Sam, viajei pra duas cidades grandes e saí e aproveitei muito. 

Do meu ponto de vista foi um dinheiro muito bem gasto pra quem não fez nada de muito interessante em praticamente 2017 e 2018 inteiro onde fui um escravo do trabalho praticamente.

Nesse mês tive um aumento de  R$1665,04 no portfólio, o que corresponde a um aumento de 8.25%.

Vida Profissional: Férias de 20 dias. Fiz algumas entrevistas que ainda não deram em nada.

Viagens, vida social: É impressionante como meu humor foi bom e fiquei tranquilo durante esse tempo. Voltei pra rotina das 09:00 as 18:00 essa semana e é impressionante como não sobra tempo pra nada. Isso não é vida, é apenas sobrevivência. Voltei ainda mais motivado pra encontrar algo que pague melhor pra continuar engatinhando rumo a IF.

Também comprei 3 eletrônicos que acabaram com qualquer sobra dos ganhos de Dezembro: iPhone 7 Plus usado, MacBook Pro 2013 usado e um Nintendo Switch.

O foco inicial era vender os dois primeiros itens pra ajudar com o custeio da viagem, mas acabei decidindo ficar com o MacBook porque é um baita de um notebook que ainda vai durar muito e sempre se mantem valorizado (paguei 3.2k e o preço dele no mercado livre está por volta de 5.5k). 

O iPhone vou vender porque simplesmente não tenho coragem de sair na rua com um celular de 2 mil no bolso nesse país cheio de violência. É a realidade.

Uma coisa engraçada é a completa diferença de cultura que já se presenciei no próprio aeroporto do Brasil. Nos aeroportos agora existem uma máquina onde é só passar o passaporte pra ser liberado e seguir seu trajeto, mas também existe a opção de entregar o passaporte em uma cabine pra um atendente pra ele checar se está OK e te liberar.

Na minha frente tinha algumas pessoas esperando pelo atendente chamar eles enquanto a máquina estava livre (eu também não sabia como funcionava). E o que o pessoal de trás da fila faz? Ao invés de avisar o pessoal da frente pra usar a máquina o pessoal começa a simplesmente a andar e usar a máquina, furando a fila completamente. É muita falta de educação. Coisa que não vi nenhuma vez em 20 dias viajando por aí em várias cidades.

São essas pequenas coisas que me fazem querer sair do Brasil. A situação econômica pode até melhorar, mas vamos continuar sendo um país sub desenvolvido com gente mal educada, violência, baixa infraestrutura, moeda fraca e diversos outros problemas que temos.

Nos próximos posts vou fazer um resumo do ano de 2018 financeiramente e metas para 2019.

Até a próxima.



quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Um obrigado a finansfera

É simplesmente sensacional o tanto de informação boa sobre finanças e blogs que tem por aí.

Dentre todos os blogs daqui tem um conteúdo muito completo falando de assuntos que raramente iríamos ver em alguma mídia tradicional, já que o mais normal é oferecer produtos com grandes taxas ou com uma comissão por fora.

FIIs, Tesouro Direto, Ações, Estratégia de Investimentos, Alocação de Portfólio, é muito conteúdo de qualidade.

O conteúdo é muito bom comparado a maioria de recursos que tem por aí, e o melhor de tudo: é grátis.




São tantos blogs sensacionais por aí que fica difícil comentar sobre todos, mas um agradecimento em especial pra esses blogs com ótimo conteúdo:

Viver de Renda

Provavelmente o blog que li mais vezes. Tem conteúdo desde 2009 sobre sua estratégia de investimentos e de como construiu sei patrimônio e atingiu a independência financeira. Só de ler o blog do Viver de Renda já vale como ler um livro de finanças.

Blog d'Uó

Compartilha diversas estratégias e projetos que funcionaram pra ele e mostra os resultados, vem investindo faz um bom tempo e produz um ótimo conteúdo, não é a toa que é um dos blog mais famosos da finansfera.

Além da Poupança

Criou a famosa planilha de aportes e rendimentos usada pela maioria dos blogs e vem compartilhando ótimas dicas de investimentos desde a criação do blog. É fácil ver sua evolução acompanhando os seus posts.

Independência Financeira ou Morte

Apesar de ser um blog relativamente recente, mostra como chegou ao sonhado milhão trabalhando. Ainda está em busca da IF completa, mas tem várias dicas no blog sobre o mercado de trabalho, viagens, compras.

Pobre Japa, Funcionário Publico Investidor, Ele não surfa nada

Cada um mais ou menos na metade do caminho da IF com sua estratégia, com aportes e posts constantes sempre compartilhando um bom conteúdo.

Cowboy Investidor

Um dos caras que mais compartilhou conteúdo em 2018. Mostrou sua história de como apesar de sair da "roça" e sair de um divórcio onde quase perdeu tudo, conseguiu levantar a cabeça e viver uma vida boa aportando.

Pensamentos Financeiros

Sempre com longos textos que levam a reflexão. Já viajou bastante pelo mundo, sabe muito de diversos investimentos e hoje vem curtindo a IF.

Corey Investidor

Outro que tem no seu blog sua história de como conquistou a IF, de dono de empresas a empregado (por opção) e que recentemente trocou o Brasil por Portugal pra ter mais qualidade de vida.

Executivo Pobre

Ótimas dicas sobre o mercado de trabalho, negociação e mundo corporativo. Conseguiu ser promovido para uma posição pra trabalhar nos EUA e agora vem aportando em dólar e curtindo a jornada viajando nas terras do Tio Sam.

Frugal Simples

Tive sorte de acompanhar desde o início do blog e ver toda a evolução do Frugal, sua história, a chegada do primeiro milhão, estratégias de investimentos, gastos, sua empresa, e várias dicas sobre a vida em geral.

É um cara diferenciado e que está quase chegando na IF.

Jovem Frugal

Deve ter gastado um tempo enorme em 2018 apenas montando o ranking de finanças, largou seu emprego pra investir no próprio negócio e viu seu patrimônio ir de pouco menos de 100 mil reais até 500 mil reais com a queda das criptos.

Ninguém tem bola de cristal pra advinhar o futuro das criptos e o patrimonio acabou caindo e muito, mas tenho certeza que ainda vai chegar na IF.

Mestre dos Centavos

Sempre comentando nos blogs e compartilhando suas histórias e rolos pra chegar na IF, um dos caras mais carismáticos da finansfera, assumiu o ranking das finanças por um tempo antes de passar o trono pro Jovem Frugal.

E pra alguns blogs que já existiram mas que ainda não estão na ativa.

Projeto Free Lifestyle

Na minha opinião um dos melhores blogs com dicas não apenas sobre finanças, mas como ser um adulto e viver uma vida de sucesso. Rover já atingiu sua independência financeira e abandonou o blog por medo de processos por falar umas (muitas) verdades.

Hoje deve estar vivendo tranquilamente em uma cidade pacata dos EUA com uma qualidade de vida infinitamente melhor da que temos aqui.

Pobretão

Tinha conselho muito conselho bom por lá, principalmente pra quem é mais jovem (15-25 anos).

Na sua eterna busca pelo milhão, que ele diz que vai voltar pra compartilhar quando atingir, sempre abordou vários conteúdos interessantes fazendo 2 posts por semana.

Tais como:

- Que carreira seguir
- Como não aumentar seu estilo de vida ao ganhar mais e armadilhas do consumismo
- Como lidar (e sobreviver) no mundo corporativo
- Como se exercitar em casa e cuidar da alimentação
- Cidades boas para se mudar após conquistar a IF e ter uma boa qualidade de vida

Foi polêmico com alguma de suas opiniões, o que é provavelmente deixou o blog ainda mais popular, mas sempre foi muito autentico.

Viver de Construção

Sempre ativo comentando nos blogs e atraiu muita gente pro seu blog, compartilhou sua estratégia de construção de imóveis, investimentos com FIIs, projetos digitais e de como construiu seu patrimônio a partir do seu trabalho.

Estava relativamente perto da IF e por ironia do destino faleceu no ano de 2017 apesar de fazer exercícios e se cuidar. Uma grande perda pra finansfera.  Só posso desejar o melhor pra família.


-

Existem muitos e muitos outros blogs por aí também com ótimo conteúdo que não citei porque senão  a lista teria no mínimo 50 nomes e tempo é escasso pra ler tudo isso.

Peço desculpas se você tem um blog e produz bom conteúdo ou se esqueci de alguém importante. Fique livre pra colocar nos comentários um blog que fez a diferença na maneira como você pensa.

É muito legal ler a história de cada um, e saber que existem mais pessoas como nós nessa jornada pela Independência Financeira.

Sou um mero jovem de menos de 25 anos e aprendo muito com todos vocês que compartilham suas histórias de sucesso, em um país onde quase 70% da população estão com dívidas e não sabem cuidar do seu dinheiro.

Ainda estou longe da sonhada IF, mas sei que estou no caminho certo.

Obrigado pelo todo o conteúdo, e que venha muito mais em 2019! Sucesso pra todos nós.

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Feliz 2019!

Estou muito otimista para esse novo ano.

Espero sinceramente que todos que estão nesse humilde blog consigam atingir seus objetivos em 2019.

Esse é o ano da ação.

Que todos conquistem a sonhada IF!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Fechamento Novembro/2018 - R$20,172.01 (-R$1,043.66 ou -4.92%)

Fala poupadores.

Final de ano chegando e a correria do dia a dia a mil como sempre. Fazendo o post as 2 da manhã porque é praticamente o tempo que sobra pra fazer as coisas. Segue o fechamento do mês passado.

Criptomoedas:


Outras categorias e total:



Categoria criptomoedas se mostrando uma grande porcaria esse como investimento nesse ano caiu 40% mês só mês passado apesar de todas as quedas durante o ano. Porém, evolução boa durante a ano em termos de acumulação. Vamos ver 2019 agora.

Kickintheballs Monday GIF - Kickintheballs Monday GIFs
Como eu me sinto vendo meu suado dinheiro derreter todo mês com criptomoedas

Mês com queda de patrimônio por gastar bastante com passagens aéreas para as férias. Próximo fechamento também será uma bagunça financeiramente por causa dos gastos da viagem e décimo terceiro e férias.

Mas prometo pra mim mesmo que ainda vou ter uma planilha balanceada com o aporte mensal do mês e gastos, afinal, isso aqui é um blog de finanças e não é putaria. Vou analisar se compensa começar a usar a planilha do Além da Poupança ou do Ele não surfa nada.

Nesse mês tive uma queda de  R$1043.66 no portfólio, o que corresponde a uma queda de 4.92%.

Espero no próximo post fazer um fechamento detalhado do ano com gráficos bonitinhos para fazer um review de 2018 e comentários sobre objetivos para 2019.

Agora vou curtir minhas merecidas férias.

Até a proxima.


sábado, 10 de novembro de 2018

Fechamento Outubro/2018 - R$21.215,67 (- R$1556,00 ou -6.83% )

Mais uma postagem de fechamento aos 45 do segundo tempo pra poder manter esse humilde blog no ranking do Jovem Frugal. Vamos ao que interessa.

Os valores até o início de 10/11 ficaram assim com o valor do dólar cotado a 3.73:

Criptomoedas:



 Outras categorias e total:






Depois de passar vários meses praticamente sem gastar, toquei o foda-se esse mês e gastei 500 reais em roupas e tênis (nem comprei muita coisa, pqp como é caro roupa do Brasil), e depois de séculos sem ir no dentista acabei tendo que gastar 400 reais pra remover 4 cáries e fazer uma limpeza.

Tambei acabei gastando por volta de 2k reais em uma viagem que quero fazer nas férias (o que é só uma parte do valor total) o que também contribuiu pra essa queda no valor.

Praticamente não to acompanhando os valores das cryptos. Parece que elas se estabilizaram um pouco nessa faixa de preço, e vou deixar aí por enquanto, vai que elas sobem de novo. Também não vou colocar mais dinheiro nessa categoria por enquanto, então o que sobra continua no automático indo pra poupança.

Nesse mês tive uma queda de  R$1556,00 no portfólio, o que corresponde a uma queda de 6.83%.

Estudos e Vida Profissional:  Enquanto até o fim de setembro eu estava em marcha lenta pelo fato da intensidade que trabalhei por mais de 1 ano quase sem parar, esse último mês aproveitei os períodos de ócio e comecei a procurar meio que despretenciosamente por algumas outras vagas de emprego na minha área. Acabei encontrando vagas em outros lugares que pagam bem melhor em outras cidades, e até outros países, e vi que é possível ganhar mais bem fazendo o que eu faço.

Até o momento fiz 2 entrevistas (as 2 pra um país da Europa, onde em uma delas já recebi a resposta que não passei), estou no meio do processo seletivo de 1 empresa do Brasil, e tenho mais 1 entrevista marcada semana que vem pra trabalhar na Europa.

Se tudo der certo, espero no máximo até meados de Fevereiro já estar em outro lugar, e juntando dinheiro em euros. Também consegui pegar 15 dias de férias em Dezembro e já comprei algumas passagens pra ir pro exterior e ficar na casa família/amigos. O rombo no patrimônio vai ser grande, mas não quero deixar de viver só pra juntar dinheiro também. Fiz isso na metade desse ano e acabei entrando em uma depressão fudida que quase não consegui sair.

Social: Nos últimos 2 meses provavelmente acabei saindo mais do que nos últimos 2 anos juntos. Fui pra show de rock, barzinho, toquei violão/guitarra com uma galera, tomei cerveja com gente do trabalho, consegui combinar de sair com amigos de escola/faculdade e tá sendo massa essa fase. Fiquei muito tempo isolado numa bolha pensando só em trabalho/estudos e dinheiro, e acabei esquecendo de aproveitar a vida.

A realidade é que a gente só vai ficando mais velho, e não tem como mudar isso. Acabei não saindo muito e curtindo a fase dos 16 até os 23 anos, basicamente porque tinha pouca grana e só me preocupava com estudos/trabalho e me arrependo um pouco. A grana que economizei por não ter saído nessa idade hoje é pouco comparado com o que ganho (e olha que nem ganho tão bem), e não sei se o resultado valeu muito a pena. Consegui aprender inglês gastando os finais de semana assistindo séries, filmes e visitando sites gringos, mas acho que poderia ter balanceado as coisas muito melhor. 

Felizmente as coisas tão melhorando, e to correndo atrás do tempo perdido.

Abraço.